sexta-feira, 5 de junho de 2009

Amiga recebeu mensagem divina e Pastor-Missionário não entrou no voo Paris-Rio que caiu no Atlântico

A voz de Deus salvou do voo 447 da Air France o pastor missionário da Assembleia de Deus em Paris, Gláucio Oliveira, 29 anos. O religioso já tinha reservado um lugar no avião que caiu no Oceano Atlântico, quando recebeu, na última quinta-feira, uma ‘ordem’ para não prosseguir com a viagem. O recado foi dado por uma amiga.

Jussara Gonçalvez, 37 anos, participava de um grupo de orações e foi chamada pela colega Renata Carnevale, 30, que dizia ter recebido uma mensagem do Senhor. “Não deixe o varão viajar, a cova dele está aberta. Ele vai morrer”, afirmou Renata.

Chorando muito, Jussara ligou na mesma hora para o pastor. Assustado, Gláucio não confirmou a reserva: “Eu ia de TAM no sábado, mas, desde que um amigo, também pastor, morreu num acidente da empresa, eu só voo de Air France, que considerava o melhor avião do mundo. Mas Deus me enviou a Renata, que recebeu a revelação de que, se eu entrasse naquele avião, minha cova estava aberta. Nós só nos vimos uma vez, ela nem sabia que eu ia viajar. Por isso, quando a Jussara me transmitiu a mensagem, fiquei apavorado. Orei a Deus e senti no coração que não devia ir. Ele foi fiel a mim, porque sempre lhe obedeci”.

Renata, a mulher que salvou a vida do pastor, está de cama desde a manhã de segunda-feira, quando soube da queda do avião. Por telefone, ela confirmou ter recebido uma mensagem de Deus: “Não foi visão, eu apenas entreguei um recado do Senhor”.

Muitos vão perguntar: Por que então Deus não avisou pra salvar a todos?? Outros vão falar: É! Agora que o avião caiu, está aparecendo um monte de "mães dinás"!!! E até: Por que ele? Por que só ele?

Isso eu não sei. O que sei é:

Eu acredito em dom profético. Já vi! Já vivi! Eu sei que existem pilantras no meio! Cabe ao discernimento individual acreditar ou não. Crendo que é possível, mas sendo cuidadoso em afirmar que este caso seja verdade ou não, eu simplesmente reverbero.

Fonte: Notícias Gospel +

2 comentários:

Claudinha F. disse...

Acho q é pior contar histórias de livramentos, enquanto muitos choram a perda dos seus.

Antonio Mano disse...

Mas este não foi o único caso de pessoas que por algum motivo, não embarcaram naquele avião mesmo com a passagem comprada. As outras pessoas também se mostraram alegres por não terem embarcado. É humano. É natural estar grato pela vida. Pela nova oportunidade. Se alegrar por não ter morrido, não impede que a pessoa se solidarize com a dor das famílias que perderam entes queridos, até porque, a sua própria família poderia estar na mesma situação.
O que percebo é que existe uma certa rejeição deste caso, devido a conotação espiritual, de livramento, e até, pelo "feliz infeliz" ser pastor.
Mas o que vejo na blogosfera mesmo, é que as pessoas ficaram incomodadas com a excessiva propaganda pentecostal que o pastor fez, ao dar entrevista para um jornal e posar com a Bíblia de estudo pentecostal numa mão e a passagem na outra.