domingo, 3 de maio de 2009

Reverberando um sonho

Navegando na blogosfera, encontrei um post no blog Penso logo é Cristo, onde o autor fala de um sonho que é compartilhado por mim. Apesar de saber que é algo de difícil aplicação, porque a conduta dos cristãos teria que ser revista no dia-a-dia: em suas casas, lazer e local de trabalho. Este post (aqui), em nenhum momento, desmerece a utilização da instituição a favor da congregação, apenas é um reverberar de um sonho compartilhado.
Confira alguns trechos do post A igreja que sonho:

{
"... A igreja era só as pessoas e as pessoas não tinham títulos ou cargos, ninguém era chamado de líder, pois a igreja tinha só um líder, o Messias...
... Não havia teólogos nem cursos bíblicos, nem era necessário que ninguém ensinasse, pois o Espírito Santo ensinava a todos e cada um compartilhava o que aprendia com o restante vindo Dele...
... Quando eu perguntei sobre o horário de culto, Marcelo não soube me responder e disse que o culto não começava nem acabava. Deus era constantemente cultuado nas vidas de cada membro da igreja...
... O ápice da reunião havia chegado, pela primeira vez o silêncio tomou conta do lugar. Todos partiram o pão, encheram os copos de vinho e os olhos de lágrimas. Alguns abraçados, outros encurvados, todos beberam e comeram em memória de Cristo..."
}



6 comentários:

Lívia disse...

Que sonho ... é realmente um sonho.. será que um dia ele se tornará REALIDADE

Claudinha F. disse...

utopia =)

Depois desse chororô todo o povão ia voltar pra vida real e ver que o buraco é bem mais embaixo.

E, acredito que Cristo selecionou alguns camaradas pra ensinar de perto pq sabia q não rola de todos aprenderem juntos e compartilharem, alguns são mais "atrasados" (acho que com vcs posso usar essa palavra sem chocar, acho...) que outros em relação à interpretação bíblica e entendimento e etc
Eu mesma, com toda a bagagem que acho que tenho, custei a entender oq era salvação e que raio de presente é esse que caso eu não fosse boa menina eu ia "perder" e tb custei a entender que Deus não é ruim... me ensinaram errado infelizmente rsrsrs, mas ainda assim acho e acredito que uns devem ensinar os outros e tb que existe ministério específico pra isso e acredito tb que tem gente que nasceu pra ser ensinada e que seu papel no reino nada mais é do que pedir a Deus que abençoe os que ensinam
Rá!

Se estou certa ou errada não sei, mas isso não importa no final das contas (acho.)

Antonio Mano disse...

Sabe Clau...
Penso que algumas "construções" que fazemos, devem sair do âmbito religioso e ir pro âmbito humano. Como esses alguns mais "atrasados" que você menciona. Isto se repete em todas as áreas da vida, que exigem aprendizado.
Realmente, a igreja mostrada aqui, parece utópica, mas acredito que seja "apenas", de difíceis implantação e manutenção. Não desmereço, nem extingo as funções pastorais e de mestres. Entendo que hoje elas são necessárias, mas acredito que não deveriam ser.
Concordo que o que pouco importa é quem está certo ou errado, posto que isso faz parte de ideologia e não critério de salvação.

(...)
Esse "Rá" aí foi igual ao do Thomaz Green Morton?? rsrsrs

Claudinha F. disse...

vixi, quem é o Thomaz????

rsrs
esse rá, foi de rá-rá-rá =)

Claudinha F. disse...

Eu acho que essa igreja só será possível no céu, com Jesus ensinando e interpretando os textos rs

Qualquer tentativa humana vai falhar, como sabemos que falha né, normalmente nas células acontece isso, ao menos lá na luterana, o tema sempre era o texto do culto de domingo e cada um falava oq tinha entendido sobre aquilo e refletiamos sobre o texto e etc.

Sabe q na célula q eu frequentava nunca deu certo isso, simplesmente pq o povo não sabia opinar, era igual pesquisa de votação rsrsrs sempre tem aqueles q não sabem ou não querem opinar, na verdade Mano muita gente frequenta a igreja, mas nem sabe pq.

Antonio Mano disse...

rsrsrs... Rá.. é do cara do Rá.. um maluco que passou no fantástico uma vez.. cheio dos "poderes"... rsrs.. ele gritava: RÁ!

Ainda teimo em pensar, que a "utopia" é exeqüível aqui na terra. Sei que não será assim: "Todos ensinam.. todos aprendem".. acredito mesmo, que a soma das interpretações, pode nos levar à interpretação verdadeira, ou próxima dela.. é como você disse, sempre tem uns malucos que não sabem porque estão lá.. ou que só vão porque irão falar mal se não forem.. vários motivos diferentes dos quais acredito serem os certos. Mas não é por isso que não devemos tentar não é mesmo?